Autonomia_BahemaCritique_Capa

Não é novidade para ninguém que somos uma escola formada por educadoras. Em 1991, 13 mulheres tiveram a ideia e a coragem de tentar desenvolver uma educação de qualidade, com um jeitinho que hoje é reconhecido por toda Florianópolis. Com quase 30 anos de vida, a adulta Autonomia é uma escola referência quando o assunto é educação inventiva e competente.

Em um processo gradativo e natural, muitas das sócias fundadoras foram deixando o cotidiano da Escola em seus processos de aposentadoria ou de escolhas de vida. Hoje, das 13 que iniciaram em 1991, apenas cinco atuam no dia a dia do Autonomia. Vocês as conhecem: Paula é Diretora Administrativa, Eloiza é Diretora Pedagógica, Luciana é Coordenadora do Infantil e de Projetos, Adriana é Coordenadora do Fundamental 2 e Inaura coordena os 1°s anos do Ensino Médio. Há 2 anos, também ampliamos a participação de dois professores que atuavam na equipe: Filipe passou a coordenar o Fundamental 1 e João Marcos, os 2°s e 3°s do Ensino Médio.

Em função desse afastamento progressivo das sócias, há algum tempo estudamos opções para os processos de sucessão da Escola.  O objetivo era encontrar uma solução viável que garantisse a perenidade da nossa proposta pedagógica e que, agora, diante do impacto duradouro da COVID-19, servisse como rede de segurança e inventividade para os novos — e tantos  — desafios educacionais em um mundo pós-pandemia.

Desta forma, informamos com muita confiança que escolhemos a Bahema Educação que, desde 2016, se associa a escolas referência de qualidade em suas cidades, para dar continuidade de forma sustentável ao jeito Autonomia de fazer educação. Com experiência em gestão de escolas a Bahema Educação foi a opção ideal que encontramos para garantir nossa sustentabilidade financeira, a longevidade das nossas propostas pedagógicas e o investimento em nossas pessoas.

Com isso, a Escola Autonomia passa a fazer parte do Critique, grupo de escolas sócio-construtivistas viabilizado pela Bahema. Agora, integramos um conjunto de outras escolas de referência no país, como a Escola da Vila (SP), a Escola Parque (RJ), o grupo Balão Vermelho (MG), o Centro Educacional Viva (RJ), o Colégio Apoio (PE) e a Escola Viva (SP). Além das escolas do Critique, a Bahema Educação investe em outras instituições de ensino com perfis diferentes, mas que também primam pela qualidade de seus projetos pedagógicos: Escola Mais (SP), o Colégio Fórum Cultural (RJ) e o Colégio BIS (SP). A parceria contempla ainda o Centro de Formação da Vila, que ampliará a formação continuada do nosso corpo docente.

Fazendo parte de um grupo de escolas tão criativas e bacanas, poderemos trocar experiências e reflexões com diferentes espaços educacionais no Brasil. Através do compartilhamento de boas ideias e práticas, o Autonomia agora tem mais desenvoltura para agir com responsabilidade e criatividade em uma educação pós-pandemia. A parceria também nos permite ampliar os cuidados específicos na área da saúde, uma vez que os obstáculos causados pela COVID-19 obrigam o ambiente escolar a seguir se reinventando.

É importante dizer que nosso cotidiano se mantém com as mesmas pessoas, já que a parceria vem, também, para assegurar a empregabilidade de quem trabalha no Autonomia. Eloiza e Paula continuam como diretoras e Adriana, Filipe, João e Luciana seguem como coordenadores. A união com o Critique e a Bahema são incrementos importantes para a robustez da gestão, mas não são substituições. A pedagogia segue autônoma, uma vez que todos os envolvidos entendem que o valor do Autonomia está, justamente, nas pessoas que a compõem.

Agradecemos às sócias que  fizeram parte desta história: Angela, Barbara, Cordula, Edla, Eliane, Ester, Lolita e Suzana. Muito obrigada também a todos os pais, responsáveis, alunos, professores, funcionários e tantos outros que confiaram na Escola nestes quase trinta anos. Contamos com o apoio de quem acredita em nossa pedagogia.